terça-feira, 18 de agosto de 2009

Obama diz que as seguradoras de saúde estão fazendo os EUA de reféns

De São Paulo, SP


O Presidente Barack Obama, está pressionando as seguradoras nos EUA a aceitarem sua proposta de reforma do sistema de saúde. Na sexta-feira, 14 de agosto, durante uma viagem a Montana ele declarou que o país estava sendo feito “refém” pelas seguradoras, que se negam a dar cobertura de saúde para as pessoas doentes.

A reforma do sistema de saúde é uma das prioridades do Governo Obama, cujo objetivo é acabar com a prática das seguradoras de saúde que encerram o contrato dos clientes que se tornam doentes ou forçam os pacientes a assumir custos impagáveis.

"Isso está errado. Está levando famílias a falência. Está acabando com empresas. Vamos consertar isso quando aprovarmos a reforma do sistema de saúde nesse ano", disse o Presidente Obama.

A reforma terá um custo de US$ 1 trilhão, mas os benefícios para a população, segundo o governo, incluem a expansão da cobertura de saúde e a diminuição do custo para os consumidores.

O Presidente Obama está enfrentando severas críticas e grande oposição dos Republicanos que o acusam de querer controlar as seguradoras de saúde. Os oposicionistas se apóiam em pesquisas que mostram preocupação com o gigante déficit orçamentário americano. Baseados nos números das pesquisas, os Republicanos alegam que a reforma será um erro pelo qual se pagará caro, especialmente no momento e que o país tenta emergir da pior crise financeira desde a grande depressão de 1929.

Os cidadãos tem questionado os legisladores de forma emocional e às vezes até hostil em sessões de audiência pública.

"Espero que ao responder às preocupações ele consiga mudar as idéias" disse na sexta o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs.

As pessoas estão preocupadas com diversos aspectos: primeiro o custo e número dois, eles não terão livre escolha", declarou o Presidente do Partido Republicano de Montana, Will Deschamps, em entrevista por telefone à Reuters. “Esta coisa está afundando como uma pedra no vapor”, complementou ele sobre o plano de reforma.

Manifestantes tem interrompido aos gritos recentes audiências sobre o sistema de saúde, organizadas por membros do Partido Democrata no Congresso. Eles capturaram a atenção da mídia e lançaram sombras sobre o debate em torno dos complexos detalhes da reforma.

"As pessoas que fazem mais barulho atraem mais atenção da imprensa", disse David O'Connor, 63, um Democrata que participou do evento de Montana. "Eu acho definitivamente que precisamos de algum tipo de reforma do sistema de saúde", concluiu.

Estamos vendo os EUA tentando resolver aquele que será um dos grandes problemas que as sociedades mundo afora enfrentarão nesse século: a cobertura de assistência médica para a população.

O debate aqui no Brasil ainda nem começou, mas não tardará. Tenho trabalhado junto com algumas empresas na busca de uma solução viável, que permita ao aposentado não apenas ter recursos para pagar as despesas médicas na fase de aposentadoria, mas principalmente, ter algum plano de saúde que se disponha a lhe dar cobertura.

Grande abraço,

Eder.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.