terça-feira, 25 de outubro de 2011

Homenagem ao Brasil via Rio de Janeiro - Não deixe de poupar para a aposentadoria

Do Rio de Janeiro, RJ.

Realmente, o Brasil é a bola da vez. Deixamos de ser o país do futuro, mas não podemos deixar de nos preparar para o futuro, economizando para a aposentadoria através de um bom plano de previdência complementar.

Brasileiro e Carioca, adorei o vídeo!

Abraço,
Eder.





quinta-feira, 21 de julho de 2011

Melhorando os Conselhos Deliberativos dos Fundos de Pensão


De São Paulo, SP.

Os Conselhos Deliberativos dos fundos de pensão, no papel de órgãos superiores de gestão, são responsáveis pela orientação e supervisão da Diretoria Executiva e pelo direcionamento estratégico da instituição.

No famoso livro “Great Companies Deserve Great Boards” (em tradução livre, algo como Grandes Empresas Merecem Grandes Conselhos de Administração), a autora Beverly Behan aponta o dedo para o problema com esses órgãos. Uma lição igualmente válida para nossos fundos de pensão.

Ela não tenta ensinar os Conselheiros a serem mais eficazes em seu papel. O que ela procura é persuadir o Presidente do Conselho a obter o melhor do que é considerado, hoje, o ativo mais sub-utilizado nas empresas de capital aberto: os Conselhos de Administração (no nosso caso, fundos de pensão e Conselhos Deliberativos).

sábado, 2 de julho de 2011

Feliz Aniversário minha querida Lisoca!!!

De São Paulo, SP.


Separados por 7.614 km (distância São Paulo - Washington) estou enviando minha mensagem de aniversário por meio eletrônico, mais específicamente, por meio aqui do blog. E nada melhor do que as belas vozes da Natalie Cole e da Adriana Calcanhoto para expressar tudo que sinto por você... aí vai! 


Beijo forte.
Eder.


PS: Letras no final, depois dos videos-clips.





This Will Be - An Everlasting Love (Letra)
(Natalie Cole)

Ooh...ooh...
Oh...oh...
Ooh...oh...oh...yeah
Mmm...mmm...mmm...mmm...

This will be
An everlasting love
This will be
The one I've waited for
This will be
The first time anyone has loved me,

oh...oh...oh...

I'm so glad
He found me in time
And I'm so glad that
He rectified my mind
This will be
An everlasting love for me, 

whoa, ho

Loving you
Is some kind of wonderful
Because you've shown me
Just how much you care
You've given me the thrill of a lifetime
And you made me believe you've got more thrills to spare, oh

This will be
And everlasting love, 

oh, yes, it will now

You've brought a lot of sunshine into my life
You've filled me with happiness I never knew
You gave me more joy than I ever could've dreamed of
And no one, no body can take the place of you

This will be, you and me

Yes, siree, eternally
Hugging and squeezing and kissing and pleasing together forever through rain or whatever
Yeah, yeah, yeah, yeah, you and me
So long as I'm living true love I'll be giving, to you I'll be serving cause you're so deserving

Hey, you're so deserving
You're so deserving, yeah, yeah, yeah
Oh, oh, oh, oh, oh
The love, the love, the love, the love, the love, the love, love, love,
The love, the love, the love, what you say

the love, the love, I can't hear you
the love, love, love
From now on, from now on, from now on, from now on 

From now on, from now on, from now on, from now on, from now on, from now on


Fico Assim Sem Você (Letra)
(Adriana Calcanhotto)


Avião sem asa, fogueira sem brasa

Sou eu assim sem você
Futebol sem bola,
Piu-Piu sem Frajola
Sou eu assim sem você
Por que é que tem que ser assim
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes
vão poder falar por mim
Amor sem beijinho
Buchecha sem Claudinho
Sou eu assim sem você
Circo sem palhaço
Namoro sem amasso
Sou eu assim sem você
Tô louca pra te ver chegar
Tô louca pra te ter nas mãos
Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração
Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas
Pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo
Por quê? Por quê?
Neném sem chupeta
Romeu sem Julieta
Sou eu assim sem você
Carro sem estrada
Queijo sem goiabada
Sou eu assim sem você
Por que é que tem que ser assim
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes
vão poder falar por mim
Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo (2x)





domingo, 26 de junho de 2011

Porque os Vampiros são tão populares em nossa cultura? Seja qual for a razão, precisam ter um bom plano de previdência complementar.


Deu na Transilvânia – Romênia.

Esse assunto incomum foi tratado pelo Dr. Eugênio Rothe durante um simpósio recente da American Psychiatry Association – APA.
O Dr. Rothe, um Professor de Psiquiatria e Saúde Pública na Faculdade de Medicina Herbert Wertheim, da Universidade Internacional da Florida – EUA, foi convidado a falar sobre o significado para a psique humana da atração que os vampiros exercem sobre nós e a popularidade que eles tem.
Nas palavras do Dr. Rothe:
"A parte límbica do cérebro dos adolecentes, responsável por sentimentos emocionais, exploratórios e agressivos, é muito ativa.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Um futuro brilhante!

Deu em Dublin, Irlanda.

Uma menininha com idade entre oito e dez anos, da cidade de Dublin – Irlanda, telefona para uma empresa de demolições e negocia a destruição da escola onde ela estuda.

O áudio é reproduzido em um programa de rádio da estação 98FM, de Dublin. É de morrer de rir. O som está disponível apenas em inglês, mas foi legendado em português.

Aparentemente é uma armação atribuída a própria rádio que teria contratado a menina para passar trotes e depois colocar os áudios no ar. 

Seja como for, é de uma criatividade hilária. Vale a pena ouvir.

Segue o link.



Forte abraço,
Eder.

Fonte: Artigo escrito por Eder C. da Costa e Silva. Crédito de imagem: www.fotolog.com.br

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O enigma da previdência complementar!


De São Paulo, SP.
Imagine duas pessoas gêmeas, idênticas, com 65 anos de idade, que estão prestes a se aposentar no final do mês após longas e bem sucedidas carreiras.
Vamos chamá-los de Alcides e Nilo.  Eles trabalharam em empresas diferentes,  acumularam o mesmo montante em reais de poupanças para aposentadoria, mas seus benefícios não serão pagos da mesma forma. 
Nilo receberá de seu plano de previdência um benefício tradicional, correspondente a uma renda vitalícia de R$ 4.000 por mês, que será pago pelo resto de sua vida.


sexta-feira, 10 de junho de 2011

Série Neurociência & Previdência: A briga entre pensamentos e emoções – Como persuadir alguém a aderir ao plano de previdência?

De São Paulo, SP.

“Eu acho que…” ou “eu sinto que…”, qual dos dois é mais persuasivo?

Hoje em dia as pessoas tendem a usar, indistintamente, “eu acho” e “eu sinto” quando querem se expressar sobre algo. Para alguns, é apenas uma questão de semântica, mas e para a psicologia?

Faz alguma diferença se sua opinião é formulada com base no que você “acha (pensa)” ou no que você “sente”?

segunda-feira, 6 de junho de 2011

De repente ... você está só. Chamamos isso de aposentadoria!





De São Paulo, SP.

Apesar dos participantes de planos de previdência complementar se beneficiarem de toda a governança e conforto durante a fase de acumulação, quando chegam na data da aposentadoria, súbitamente, estão por conta própria....

O tempo e atenção que as empresas dedicam ao empregado na fase de acumulação da poupança para a aposentadoria, nos planos corporativos, é tremendamente desproporcional ao foco dado à fase de “desacumulação”.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Mecanismo para transferência de passivos atuariais de fundos de pensão – Igualmente possível no Brasil?

Deu na Carolina do Norte – EUA.

A “Prudential Retirement’s Pension and Structured Solutions”, uma unidade da “Prudential Finantial Inc.” baseada em New Jersey – EUA,  anunciou na semana passada uma abordagem inovadora capaz de transferir para terceiros os riscos atuariais de um plano de previdência complementar, mantendo a gestão do plano pelo fundo de pensão que o administra.

Chamado de “apólice de proteção de portfólio”, em tradução livre, o novo produto transferiu da “Hickory Springs Manufacturing Co.” o passivo representado pelos benefícios mensais de cerca de 1.000 aposentados do plano de previdência complementar que patrocina.

Funciona assim:

1)   O fundo de pensão da Hickory Springs transferiu um pouco menos de US$ 75 milhões do patrimônio do plano para a Prudential Insurance Company of America;

2)   A Prudential Insurance Company of America creditou esse valor em uma conta segregada de seus demais ativos;

3)   De acordo com a legislação e com o regulamento do plano, o saldo dessa conta segregada é considerado um investimento do plano da Hickory Springs (permanecendo, portanto, um ativo do plano);

4)    A cada mês, a Prudential transfere um montante de recursos dessa conta segregada para o fundo de pensão da Hickory Springs, que usa o valor recebido para pagamento dos benefícios dos mil aposentados;

5)   A Prudential passa a investir o saldo da conta segregada seguindo suas próprias políticas de investimento;

6)   A partir do crédito inicial a Hickory Springs não tem mais obrigação de fazer contribuições adicionais para a conta administrada pela Prudential, que assume as oscilações no passivo.

Essa abordagem protege a Hickory Springs (patrocinadora) dos riscos atuariais associados ao plano de benefício definido. Livra a empresa, por exemplo, de aumentos de custos do plano, caso a longevidade dos participantes assistidos venha a ser maior do que a esperada ou haja queda no patrimônio decorrente de desvalorizações no mercado de renda variável.

“Prometemos uma renda vitalícia para esses indivíduos e não estamos quebrando essa promessa. Agora eu vou dormir muito melhor sabendo que fizemos isso”, disse o CFO da Hickory Springs, Steve Ellis, ao se referir a operação feita com a Prudential.

Na opinião de Dylan Tyson, Vice Presidente da Prudential, o preço cobrado pela operação - no caso os US$ 75 milhões recebidos em prêmio único - será suficiente para cobrir o valor presente dos benefícios a serem pagos e ao mesmo tempo remunerar a Prudential com um retorno de capital apropriado.

Transferir o risco da longevidade e o risco decorrente das enormes oscilações nos investimentos, em troca de pagamentos de valor fixo, é algo atraente para muitas empresas que patrocinam planos de previdência ao redor do mundo.

No ano passado, de acordo com a Milliman Inc., as 100 empresas americanas que patrocinam os maiores planos de previdência complementar nos EUA contribuiram em conjunto com US$ 60 bilhões para seus planos, quase o dobro das contribuições requeridas em 2008.

Após a crise financeira de 2008, na esteira do derretimento do mercado de ações, muitas patrocinadoras demonstraram interesse em operações de transferênciua do risco atuarial de seus planos.
Mas, dizem os especialistas, o conceito de “pension buy-in” (algo como “compra de renda vitalícia”, em português), não se aplica a qualquer empresa.

Os grandes empregadores, cujos compromissos do plano de previdência são pequenos relativamente ao tamanho da companhia, são capazes de absorver com tranquilidade as flutuações nos custos de seus planos. Não teriam, assim, interesse nesse tipo de operação.

Com criatividade seria possível desenvoler uma abordagem semelhante aqui no Brasil, onde muitas empresas com compromissos atuariais em seus balanços não tem, proporcionalmente, tamanho que justifique correr os riscos associados.

A empresa que prestou consultoria para a Hickory Springs nos EUA foi a BCG – Boston Consulting Group Terminal Funding.

Forte abraço,
Eder. 


Fonte: Adaptado do artigo “New policy allows firm to transfer pension risk”, escrito por Jerry Geisel para Business Insurance.
Crédito de Imagem: BCG Terminal Funding

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Para aqueles cujos colegas no mundo corporativo adoram rotular de profissionais “difíceis”....


De São Paulo, SP.

Think Different” foi usado em 1997 como jingle de uma campanha publicitária da Apple Inc.

Criada pelo escritório de Los Angeles da agência de publicidade TBWA foi usada em um comercial de televisão - veja vídeos mais abaixo - e inúmeros anúncios impressos, que ficaram famosos na época.

O jingle, que se tornou um slogan da Apple, foi descontinuado em 2002 com o início de uma nova campanha publicitária da companhia.

Pois é! Ao longo da minha carreira ouvi inúmeros profissionais, nas empresas por onde passei, fazendo questão de espalhar fofocas aos quatro ventos e tentando fazer colar o rótulo de “difícil”, em outros colegas.

Muito se fala da convivência com o contrário, sobre diversidade nas empresas. Se enaltece a aceitação do próximo, a diferença de estilos e coisas do gênero.

Mas é incrível o tratamento que o mundo corporativo dá aos profissionais com perfil criativo, a despeito dos litros de tinta e dos kilos de papel gastos para ressaltar (em contrário) sua importância.

Já tive muitos colegas, chefes e subordinados com personalidade forte. Mas tenho orgulho de dizer que eu sempre soube reconhecer neles os traços positivos que fazem de toda pessoa um ser humano único.

À todos eles, dedico esse post.

“Esse é para os loucos!
Para os desajustados.
Para os rebeldes.
Para os encrenqueiros.
Para os que buscam a quadratura do círculo.
Aqueles que veem as coisas de forma diferente.
Que não são fãs de regras
e não respeitam o status quos.
Você pode elogiá-los, discordar deles, falar mal deles,
desacreditá-los, glorificá-los ou difamá-los.
A única coisa que você não pode fazer é ignorá-los.
Porque eles mudam tudo.
Eles inventam. Eles imaginam. Eles curam.
Eles exploram. Eles criam. Eles inspiram.
Eles empurram a raça humana para a frente.
Talvez eles tenham que ser malucos.
De que outra forma conseguiriam olhar uma tela vazia & ver arte?
Ou sentar em silêncio & ouvir uma música que nunca foi escrita?
Ou olhar fixamente um planeta vermelho & ver um laboratório rodando?
Contruimos ferramentas para esse tipo de gente.
Enquanto alguns os veem como loucos, nós os vemos como gênios.

Porque as pessoas que são loucas o bastante para pensar que podem mudar o mundo, são aquelas que mudam.”

Video 1:


Video 2:



Forte abraço,
Eder.


Fonte: Artigo escrito por Eder C. Costa e Silva com base em informações da Wikipedia
Crédito de imagem: www.calmariaoutempestade.tumblr.com

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Saindo de cena com elegância – Uma lição que incentiva poupar para a aposentadoria

De São Paulo, SP.

Alguns CEO (Presidentes) com longa permanência no cargo devem ter ficado arrepiados ao observar o desenrolar dos fatos recentes no mundo Árabe.

Mesmo não havendo nenhuma semelhança entre eles e Hosni Mubarak ou Muammar Kadafi - e ainda que sejam os líderes mais competentes e benevolentes da face da terra - uma ponta de horror os deve ter invadido ao constatarem o quão rápido as fortunas de autocratas, outrora confortáveis, podem se desintegrar.

Devem ter refletido sobre a assustadora tendência que o ser humano tem de negar os sinais claros a sua frente, reagindo com raiva, desilusão e dissimulação, como vimos acontecer com aqueles tiranos mencionados acima.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Comunicar alterações de planos de previdência complementar de forma ética e correta evita ações judiciais

Deu em Washington, EUA.

Desde que o primeiro plano de contribuições definidas (CD) foi estabelecido pela Volkswagen no Brasil, na segunda metade dos anos 80, pode-se dizer que todos os 365 fundos de pensão no país já implantaram um desses planos.

A maioria das empresas patrocinadoras converteu um plano de benefícios definidos (BD) para um plano CD puro - sem renda vitalícia - ou para um plano de contribuição variável (CV) que não garante benefícios, mas oferece a opção por uma renda vitalícia.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O Brasil do Dr. Miguel Nicolelis é que nos dá orgulho de ser Brasileiros


De São Paulo, SP.

Palocci, Lula, Delúbio, Serra, PMDB, Sarney, Renan, PT, políticos, partidos ... não, nada disso realmente interessa. O que faz do Brasil o que é são Brasileiros como o Dr. Miguel Nicolelis.

O incrível Dr. Nicolelis abriu um novo campo para a ciência e pode se tornar o nosso primeiro compatriota a ganhar o prêmio Nobel.

Enquanto em outros países os estudos de neurociência procuram aplicações em marketing e economia, o Dr. Nicolelis se dedica a criar em Natal – RN o primeiro Instituto internacional de estudos de neurociência voltado para ajudar o ser humano com suas descobertas.

A ciência que ele está produzindo pode ser a esperança para milhões de pessoas com paralisia motora causada por politraumatismo, doença de Parkinson e outras mazelas que incapacitam os movimentos de pernas e braços.

Com doações de Brasileiros igualmente visionários, principalmente da família Safra, do governo Suiço, do Hospital Sírio- Libanês e de outras fontes internacionais, está surgindo no Nordeste do país o “ The Edmond and Lily Safra International Neuroscience Institute of Natal”.

Nem a burocracia interminável, a falta de apoio dos governos do estado e do município e os chatos de plantão que tentam minar iniciativas como esta, fizeram o Dr. Nicolelis desistir.

Dos R$ 125 milhões levantados para viabiliar o Instituto, míseros R$ 25 milhões foram originados do governo federal através do Ministério da Ciência e Tecnologia. Mesmo assim, as ínfimas contribuições federais estão constantemente ameaçadas por cortes orçamentários.

Bem, o que importa mesmo são as descobertas. Assista aos três vídeos abaixo para entender melhor as pesquisas do Dr. Nicolelis. 



 




Onde achar mais sobre o “Incrível Doutor Nicolelis”? Tente no blog Aventuras de uma Gringa, onde obtive a maior parte das informações acima.

As implicações filosóficas e sociais das descobertas do Dr. Nicolelis são inimagináveis e nos aproximam da Singularidade de Ray Kurzweil (vide post de 16/11/2010 cujo título é "Em 2050 as máquinas já terão transcendido a consciência humana. Fico pensando, como será a aposentadoria ... ").

Forte abraço,
Eder.

Fonte: Blog Aventuras de uma Gringa (www.riogringa.typepad.com) Crédito de imagem: Canindé Soares/ABF

O teste da longevidade e a proteção que só a GINA pode nos dar


De São Paulo, SP.

Um artigo publicado no jornal O Globo do último dia 17 de maio de 2011, informa sobre o teste da longevidade.

O teste, na verdade um novo exame de sangue, será  capaz de identificar o ritmo de envelhecimento de uma pessoa.

Por pouco menos de R$ 1.200 o teste inventado por Maria Blasco - uma pesquisadora do "Centro Nacional de Pesquisa de Câncer da Espanha" - indicará a chance de uma pessoa morrer em idade jovem ou mais velha.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Série Neurociência & Previdência: Era uma vez seus dois “eu”. Ouça a voz do seu “eu presente” se quiser poupar para a aposentadoria.

De São Paulo, SP

Psicólogos e economistas adoram falar sobre a noção dos dois “eu”: o eu  presente e o eu futuro. É uma boa maneira de explicar a tendência que todos temos de ter uma preferência para o futuro, mas outra preferência bem diferente quando esse futuro chega e se torna o presente.

No domingo a noite, seu “eu futuro” pode estar planejando se recolher para a cama cedo na segunda-feira para acordar cedo na terça, ir para a academia de ginástica e ouvir lições de espanhol no seu Itouch enquanto faz uma hora de exercícios na esteira.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

A “cajadada” de morte nos planos BD nos EUA


Deu em Washington, EUA.

O PBGC —Pension Benefit Guaranty Corp. é uma espécie de seguradora oficial, mantida pelo governo federal, que garante o pagamento dos benefícios de um fundo de pensão nos EUA, em caso de insuficiência de reservas do plano. Não existe nada parecido no Brasil.

O prêmio anual básico do PBGC está atualmente em US$35 por participante. Ou seja, as patrocinadoras de planos BD precisam pagar para a seguradora do governo, a cada ano, o equivalente a US$35 para cada participante existente no plano de benefícios.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Série Neurociência & Previdência: Os mecanismos de segurança do cérebro e os planos de previdência


De São Paulo, SP.

Nós humanos conseguimos reconhecer objetos que observamos a partir de ângulos e orientações diferentes. Um tigre continua um tigre quer sua imagem seja observado de forma invertida ou não-invertida, como num espelho.
Porém, quando se trata de palavras, essa habilidade desaparece – palavras invertidas por um espelho, por exemplo, são especialmente difíceis de se ler.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Benefícios diferentes dos tradicionais estão sendo oferecidos por algumas empresas. E a sua, também está sendo criativa?

De São Paulo, SP.

Nessa mundo de economia incerta, diante de custos que sobem feito um foguete, há muito empregado que se sente afortunado quando o plano de saúde de sua empresa não aumenta o desconto em folha da parcela de contribuição que cabe aos funcionários.

Mesmo assim, alguns empregadores estão oferecendo benefícios que vão além dos tradicionais planos de saúde e de previdência complementar. Em fevereiro de 2011 o “Home Depot”, uma cadeia de lojas de material de construção norte-americana, passou a oferecer aos seus empregados um programa voltado para cuidar dos dependentes que demandam atenção, como crianças e idosos. 

terça-feira, 19 de abril de 2011

Série Neurociência & Previdência: Ilusões de ótica e ilusões cognitivas - Use as ilusões mentais a seu favor para poupar para a aposentadoria

De São Paulo, SP.

Você gosta de um bom show de mágica? Um mágico profissional é capaz de criar ilusões mentais incríveis.

Apesar de não percebermos, nosso cérebro faz o mesmo conosco o tempo todo. De que outra forma conseguimos trocar, em questão de segundos, nossos objetivos de poupar para a aposentadoria por gastos imediatos no cartão de crédito?

“Agora você vê ... agora não...”

sábado, 16 de abril de 2011

Falta de oportunidade não tira a vontade de crescer

São Paulo, SP.


O problema da educação no Brasil é mesmo um caso sério. Não obstante, nota-se nesse texto aí ao lado, que o autor tem uma vontade enorme de dar certo.


Existem diferentes perspectivas quando se analisa o problema da educação em nosso país, mas eu prefiro sempre enxergá-lo sob uma ótica positiva. Só precisamos criar as condições certas, porque a vontade de evoluir está presente. 


O que vejo por trás desse texto? Tirante o lado cômico, que não podemos menosprezar, vejo que a falta de oportunidade não tira das pessoas a vontade de acertar e querer crescer. Esse aluno pode ter errado dessa vez, mas com a vontade de evoluir que demonstra, se tiver as condições favoráveis de educação, tem tudo para chegar longe.


Forte abraço,
Eder.  


Fonte: Artigo escrito por Eder C. da Costa e Silva

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Intermediários de risco, administradores de planos de previdência ou mestres de marketing? Não, apenas gestores de investimentos...


De São Paulo, SP.

Da próxima vez que você estiver na fila do banco e ouvir duas pessoas debatendo na sua frente se as instituições que vendem PGBL e VGBL são entidades de previdência ou seguradoras, pode interromper a conversa e concluir: “Não, são apenas gestores de investimentos”.

Gestores de investimentos? Pode apostar.

Nem sempre as empresas controem suas estratégias de atuação em torno de suas atividades fim. Veja a Apple, por exemplo.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Você tem a informação que precisa para tomar boas decisões sobre planos de previdência?

De São Paulo, SP.

Todo trabalhador brasileiro tem o direito de ter acesso a informação que ele ou ela precisam para tomar boas decisões sobre como poupar para a aposentadoria.

É simples assim!

Ainda não temos no Brasil legislação requerendo dos administradores de planos de previdência complementar a divulgação clara, transparente e de fácil compreensão, de informações-chave como taxas de carregamento administrativo, taxas de gestão financeira e fatores atuariais comumente usados nos planos de aposentadoria.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Conheça o “futuro você”. Gosta do que está vendo? Levou um susto? Então, comece a poupar hoje!


De São Paulo, SP.

João da Silva tem hoje 20 anos de idade e olha no espelho num laboratório de realidade virtual da Stanford University. Olhando de volta, do outro lado do espelho, ele vê … João da Silva, aos 68 anos de idade.

Deve ser, no mínimo, esquisito, olhar no espelho hoje e ver como você se parecerá no ano de 2059.

Um choque desses pode ser tudo que as pessoas precisam para fazer “cair a ficha”, levando-as a poupar mais para a aposentadoria.


É nisso que apostam cientistas de computação gráfica, economistas, neurocientistas e psicólogos da Stanford University e de algumas outras universidades nos EUA.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Um-terço dos participantes de HSA – plano que o “VGBL Saúde” quer copiar - usa as contribuições para reembolso


De São Paulo, SP.

Mais de 1/3 dos participantes de planos de saúde do tipo “HSA - Health Savings Account” gasta 90% das contribuições anuais creditadas em suas contas individuais, para obter reembolso de despesas médicas incorridas durante o ano.

O estudo, realizado em 2010 pela Fidelity Investments junto a 74 mil planos HSA, também mostrou que quase 25% dos participantes desse tipo de plano - que une cobertura de saúde com previdência - usam menos de 10% das contribuições feitas no ano para obter reembolso de desepesas médicas, enquanto 40% deles usam entre 10% e 90% das contribuições anuais para esse fim.

quinta-feira, 31 de março de 2011

Série Neurociência & Previdência: O poder do “novo” na comunicação


De São Paulo, SP.

Há muito tempo que o pessoal de marketing sabe da força que algumas palavras possuem nas propagandas, como “Grátis” e “Novo”. Os Neurocientistas estão provando agora que o apelo/atração que sentimos pela palavra “novo” está programado em nosso cérebro.

As novidades ativam a área do cérebro responsável pelas recompensas, o que pode ter sido uma vantagem evolutiva para nossos ancestrais quando encontravam novas fontes de alimento ou outros elementos que permitiam a sobrevivência.


Nos dias de hoje, não somos mais caçadores nem coletadores de alimentos, mas o circuito que procura por “novidades” continua ativo em nossos cérebros e nos faz achar atrativos os novos produtos, ou mesmo os antigos com novas roupagens.“Eu posso ter minha preferência por determinada barra de chocolate, mas se eu vir uma outra barra de chocolate conhecida, porém, com uma nova embalagem e sendo anunciada como tendo um novo sabor, minha busca por novas experiências pode me encorajar a deixar de lado minha preferência usual”, explica a Dra. Bianca Wittmann do Wellcome Trust Centre for Neuroimaging da University College London.

terça-feira, 29 de março de 2011

A primeira pessoa a chegar aos 1.000 anos de idade já nasceu. Está na hora de mudarmos nossas prioridades...

De São Paulo, SP.

Aubrey de Grey é CSO – Chief Scientific Officer (uma espécie de Diretor de Pesquisas, turbinado) da SENS Foundation.

A SENS Foundation é uma organização que trabalha no desenolvimento de biotecnologias de rejuvenescimento, com o objetivo de curar as doenças e incapacidades decorrentes do processo de envelhecimento.

Apesar dos supercentenários, pessoas com mais de 110 anos de idade, serem hoje uma realidade, ninguém sabe dizer se a longevidade está aumentando, estabilizando ou decaindo.

terça-feira, 22 de março de 2011

Série Neurociência & Previdência – O custo cognitivo da expertise e os especialistas em previdência complementar






De São Paulo, SP.

Nos anos 40 o Psicólogo Holandês Adrian de Groot desenvolveu um estudo sobre experts em xadrês que se tornou uma referência.

Apesar de ser um ávido jogador - De Groot era membro de vários clubes amadores de xadrês – ele se frustava bastante com sua inabilidade em competir com jogadores mais talentosos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.