sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Antes de divulgar o plano de previdência complementar da sua empresa para os novos empregados, sirva um cafezinho…

De São Paulo, SP.

Noventa e sete por cento dos brasileiros consome café diariamente, segundo o Diretor Executivo da ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, Nathan Herzkowicz. Nos EUA e Inglaterra 80% dos adultos são consumidores moderados de cafeína.

De todos os efeitos que a cafeína causa sobre nossas mentes, como aumento do estado de atenção, vigília e cognição, talvez o menos conhecido seja a tendência de nos tornar mais suscetíveis a persuasão.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

1a Recomendação para o próximo presidente: Evite as injustiças se tiver que aumentar a idade minima de aposentadoria do INSS

De São Paulo, SP.

Qualquer discussão hoje no mundo sobre como concertar os Sistemas Oficiais de Previdência, acaba terminando no aumento da idade mínima de aposentadoria.

Um observador atento já teria precebido que esse problema requer soluções mais criativas do que esticar a idade de aposentadoria, achatar os benefícios – corrigindo-os abaixo da variação do custo de vida - usar artifícios de cálculo (ex.: fator previdenciário) para reduzir o valor da renda ou aumentar os impostos.

Mas vamos lá, enquanto não muda o paradigma é preciso tomar alguns cuidados nas soluções paliativas como o aumento da idade minima de aposentadoria.

E um cuidado imediato se volta para os trabalhadores que são mais demandados fisicamente em seus trabalhos, que podem simplesmente não conseguir continuar trabalhando por mais tempo do que atualmente.

Talvez muitos não se tenham dado conta, mas avança por gerações a transição de uma sociedade industrial, na qual o trabalho era consequência de um esforço físico, para uma sociedade do conhecimento, onde o trabalho é mais intelectual.

Ao longo desse caminho, ainda persiste uma força de trabalho cuja produção é medida em número de horas e que se desgasta fisicamente com a atividade laborativa.

Alguns números básicos chamam a atenção e chego a me surpreender pela pouca repercussão que esse assunto tem merecido: os trabalhadores que exercem atividades fisicamente demandantes, normalmente, começam a vida laborativa mais cedo do que seus pares de mesma idade e cujas tarefas são menos intensivas fisicamente.

Se você for direto do ensino médio para o mercado de trabalho (e olha que no Brasil muitos saem da escola até antes disso para trabalhar) estará saindo pelo menos 4 anos na frente daqueles que terminam um curso universitário antes de começar suas carreiras em tempo integral.

Sem entrar no mérito das demandas físicas das diferentes carreiras, uma pessoa de 62 anos de idade que começou a trabalhar aos 18, terá pagado o INSS por 44 anos enquanto uma pessoa com idade de 60 anos e educação universitária terá trabalhado e contribuido ao INSS por 38 anos ou menos.

Seria justo pedir às pessoas do primeiro grupo que pagassem por mais tempo para a previdência social, antes de terem direito a receber seus benefícios?

Por outro lado, os trabalhadores do primeiro grupo – provavelmente - recolhem menos impostos sobre a folha de salários do que seus colegas com melhor nível de educação. Enquanto os impostos sobre a folha de salários são famosos por sua regressividade, os benefícios da previdência social são, em média, progressivos.

Fico imaginando se o conceito de progressividade, “em média”, compensa de alguma forma o indivíduo que passa toda uma vida trabalhando duro, se aposenta com o corpo todo quebrado e aproveita um curto período de aposentadoria antes de morrer….

Forte abraço,
Eder.


Fonte: Adaptado do artigo “Working Harder, Working Longer” de David Harrell, publicado no Morningstar Advisor

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Grátis! Mas a que preço? Não escolha seu plano de previdência com base apenas nas taxas de administração.

De São Paulo, SP.

Se existe um preço mágico, que não avaliamos da mesma maneira que avaliamos os demais preços, que nos faz ficar loucos de desejo, que nos leva a agir de forma estranha e que mexe com a nossa cabeça, esse preço é ..... o GRÁTIS!

Nós adoramos qualquer coisa “grátis” porque nos faz sentir bem e não há qualquer desvantagem em escolhê-la. Mas algumas vezes o “grátis” pode nos levar a tomar decisões ruins e irracionais.

Imagine que você está numa livraria procurando um daqueles “vale-presente”. Qual dessas duas alternativas você escolheria (tente decidir rapidamente)

• Um vale-presente de R$ 10 que pode ser adquirido GRÁTIS!
• Um vale-presente de R$ 20 que custa R$ 7

Caso sua decisão seja, instintivamente, igual aquela adotada por absolutamente todos os voluntários de uma pesquisa conduzida em 2006 por Shampan'er e Dan Ariely, você escolherá a opção GRÁTIS.

domingo, 21 de novembro de 2010

É bom pensar, mas não pensar demais, dizem os cientistas. Então, pense apenas o suficiente para fazer um plano de aposentadoria


Deu em Londres, Inglaterra.

Pessoas que pensam demais sobre suas decisões, por exemplo, se tomaram ou não a decisão certa, possuem maior quantidade de células cerebrais numa região do cérebro conhecida por lobo frontal.

Foi isso que cientistas ingleses descobriram quando analisaram como varia o tamanho do lobo frontal em função do quanto as pessoas pensam sobre suas decisões.

O estudo, conduzido pela equipe da qual faz parte Stephen Fleming - da University College London (UCL) - mostrou que as pessoas que pensam demais sobre a vida tem memórias piores e também podem ter depressão.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Evidências sobre Educação Financeira em Planos de Previdência mostram uma dura realidade

Deu em Michigan, EUA.

Um estudo da Universidade de Michigan desenvolvido por Alan L. Gustman, Thomas L. Steinmeier e Nahid Tabatabai, do Michigan Retirement Research Center (Centro de Pesquisas sobre Aposentadoria de Michigan), traz resultados bastante reveladores.

A pesquisa, cujo título é Financial Knowledge and Financial Literacy at the Household Level (Conhecimento Financeiro e Educação Financeira no nível Doméstico) mostra que é dificil educar adultos, qualquer que seja o assunto, porque praticamente todos os nossos padrões de comportamento são definidos antes dos 30 anos de idade.

Segundo o estudo:Quanto maior o valor do benefíco pago pelo plano de previdência, melhor é o conhecimento sobre o plano por parte dos empregados cobertos

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Em 2050 as máquinas já terão transcendido a consciência humana. Fico pensando, como será a aposentadoria ...

De São Paulo, SP.

Aos 5 anos de idade ele se declarou um inventor. Aos 17 construiu um computador que compunha a própria música. Nos anos 80 ele construiu um piano eletrônico para o Steve Wonder e atualmente está trabalhando com o co-fundador da Google, Bill Gates, para tentar solucionar o problema dos altos preços da energia através da energia solar.

O homem que Bill Gates chama de visionário, Ray Kurzweil, diz que a evolução exponencial da tecnologia é inevitável e estima que o conhecimento dobre a cada geração.

Ele previu que por volta do ano de 2045 seremos um misto de homem e máquina e denominou essa fusão de “Singularidade”. A Singularidade só será possível, segundo Kurzweil, porque nossa civilização terá multiplicado por mais de um bilhão a inteligência e a capacidade intelectual das máquinas (computadores).

Pelas projeções de Kurzweil os computadores, que no ano 2000 tinham capacidade e nível de conhecimento equivalentes ao cérebro de um inseto, serão em 2020 tão espertos quanto um rato, em 2040 tão inteligentes como um homem e em 2080 as máquinas terão capacidade e conhecimento equivalentes ao cérebro de todos os seres humanos juntos .... e essa capacidade continuará a crescer.  

Nos próximos 50 anos a tecnologia avançará 32 vezes mais do que toda a evolução observada ao longo dos últimos 100 anos.

“Dez anos atrás se eu tivesse que te enviar um filme eu te mandava um pacote pelo correio. Hoje eu te envio um email com um arquivo anexo, da mesma forma que eu posso te enviar um arquivo de música ou um livro. Tudo isso pode ser enviado agora na forma de arquivos com informações, coisas que costumavam ser produtos físicos. Cada vez mais os produtos físicos serão simples anexos de email. Quando dominarmos plenamente a nano-tecnolgia e formos capazes de reorganizar matéria e energia no nível molecular, seremos capaz de te enviar por email uma torradeira, uma torrada ou um óculos. O que consideramos produtos físicos serão apenas arquivos com informação”, ensina Kurzweil.

Um computador passa no “Teste de Turing”, que mede o avanço da Inteligência Artificial, se uma pessoa interagindo com esse computador não for capaz de dizer se está lidando com um ser humano ou com uma máquina.

Hoje os computadores só conseguem enganar um ser humano em 25% a 30% das vezes, mas Kurzweil estima que em 2029 isso ocorrerá em 100% das vezes, ultrapassando o “Teste de Turing”.

Nesse ponto, a realidade virtual dominará o mundo das máquinas ... e o nosso também.

Retornando ao título desse post, cabe a pergunta: Como será a aposentadoria num mundo dominiado por "seres singulares", que não morrem nunca....?
Assista ao vídeo “A Singularidade de Ray Kurzweil” onde ele é entrevistado e veja o trailer do documentário sobre ele. Use os links abaixo.

Forte abraço,
Eder.


">



terça-feira, 9 de novembro de 2010

Lavoisier, o Oráculo da Previdência Social e o INSS


De São Paulo, SP.

Antoine-Laurent de Lavoisier nasceu em Paris em 26 de Agosto de 1743. Considerado o criador da química moderna, identificou as moléculas que compõe o oxigênio, o batizou, participou da reforma da nomenclatura química e se tornou imortalizado ao enunciar o princípio da conservação da matéria:

— "Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."

Se nada for feito nos sistemas de previdência social mundo afora, Brasil inclusive, podemos pegar emprestado o princípio de Lavoisier para afirmar que o benefício prometido vai se transformar .... em apenas uma promessa do passado.

As projeções mostram que o sistema norte-americano, por exemplo, ficará insolvente em 2037 e a partir daí não será mais capaz de pagar benefícios no mesmo nível dos que hoje são concedidos.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Será que as pessoas que costumam viajar muito de avião, envelhecem mais devagar e se aposentam mais tarde?


De São Paulo, SP

É só minha impressão ou esse vôo não termina nunca?

Você está espremido na poltrona do meio da penúltima fileira, na parte de trás do avião. Só passaram duas horas no seu vôo que atravessa o país, de Porto Alegre-RS para Boa Vista-RR, mas você juraria que já se passou muito mais tempo. Parece que os minutos estão se arrastando...

Será que o tempo realmente está passando mais devagar para os que estão no meio de um vôo, em relação ao passar do tempo para aqueles que estão em Terra?

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

5 Passos para fazer os empregados valorizarem mais o plano de previdência da sua empresa

De São Paulo, SP.


A crise econômica global, dessa vez, não atingiu seriamente o Brasil. Mas poderia. Não somos uma ilha isolada do mundo e subir no ranking das dez maiores economias do planeta só fará aumentar nossa exposição às crises mundiais.


Para se ter uma idéia dos estragos causados nos EUA, um estudo da StrategyOne,   uma firma de pesquisa baseada em Nova York que é uma divisão da Daniel J. Edelman, mostra que quase dois em cada três trabalhadores americanos dizem estar preocupados e acham que nunca conseguirão se aposentar.


Os problemas econômicos causados pela crise está fazendo os americanos tirarem dinheiro de seus planos de previdência complementar para fechar as contas do mês.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.