quarta-feira, 30 de junho de 2010

Até que a falência nos separe ...

De São Paulo, SP.

Ainda sob os efeitos da crise econômica, talvez não surpreenda o fato de que pelo segundo ano consecutivo, a falência e os problemas com os prestadores de serviços sejam as causas mais freqüentes de imprevistos no dia do casamento.

De acordo com uma análise dos sinistros ocorridos em 2009, feita nos EUA pela Travelers Cos. Inc., 62% das reclamações do seguro-casamento resultaram de problemas enfrentados pelos prestadores de serviços contratados. Isso representa um aumento de 19% em relação a 2008.

Dentre as reclamações, além da falência de prestadores de serviços e o fechamento dos respectivos negócios, estavam a falta das flores, a ausência do fotógrafo, o bufê não ter servido o combinado e o DJ não ter comparecido.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Google Maps ou bom senso?

Deu em Park City, Utah - EUA.

Uma mulher da cidade de Park City no estado de Utah – EUA está culpando as orientações fornecidas pelo Google Maps ao invés de culpar o seu bom senso.

Lauren Rosenberg entrou com uma ação judicial contra o Google Maps após ter sido atropela enquanto atravessava uma movimentada rodovia. Ela pede uma indenização de mais de US$ 100 mil além de ressarcimento das despesas médicas, lucros cessantes e multa punitiva, por ter sido mal orientada e levada a atravessar uma rodovia estadual sem calçada para pedestres.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Porque o fundo de pensão ainda não foi liquidado, estancando o prejuízo dos participantes? Não dá para ficar só olhando....

De São Paulo, SP.

A falta de uma regulamentação que determine o momento exato de liquidação de um plano de previdência complementar e/ou de um fundo de pensão no Brasil está prestes a fazer mais uma vítima.


A última foi o plano da VARIG junto ao AERUS, que obrigou comandantes de vôos internacionais, já aposentados, a voltarem a trabalhar. Agora é a vez do fundo de pensão da CEDAE– Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro, cujo nome é PRECE – Previdência Complementar.

De acordo com notícia publicada hoje pelo jornal O Globo, o fundo de pensão PRECE está tecnicamente quebrado e corre o risco de fechar em quatro anos. Isso significa que os 12 mil participantes do fundo sofrerão perdas. Hoje faltam R$ 731 milhões no fundo para arcar com seus compromissos.

Diferentemente do que ocorre nos EUA e na Inglaterra, não há no Brasil nenhuma garantia governamental que cubra as perdas dos participantes em caso de quebra de um fundo de pensão ou de um plano de previdência complementar.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

As pequenas firmas de Consultoria em Benefícios oferecem um toque pessoal e mais personalizado

De São Paulo, SP.

Enquanto grandes empresas de consultoria crescem e passam por fusões, os gerentes de benefícios estão procurando firmas de consultoria menores, que ofereçam serviços similares com um toque mais pessoal.

Em muitos casos, as pequenas firmas são formadas por ex-empregados das grandes empresas de consultoria e que mudaram pela falta de espaço para desenvolver suas idéias no ambiente corporativo.

Devido ao tamanho reduzido, essas empresas geralmente cobram menos, o que as torna atrativas para os gerentes de benefícios com orçamentos cada vez mais apertados. Além disso, por possuirem menos clientes podem passar mais tempo com cada um deles.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Renda vitalícia obrigatória nos planos CD continua em discussão nos EUA

Deu em Washington - EUA

Cerca de 700 empresas, organizações e indivíduos responderam à pesquisa sobre a oferta de renda vitalícia em planos CD, realizada pelo Ministério do Trabalho dos EUA (Department of Labor – DOL).


Conforme mencionamos no post publicado no dia 23 de abril aqui no blog, o DOL está preocupado em saber qual a melhor forma dos planos de previdência complementar ajudarem seus participantes a transformarem os recursos acumulados durante a carreira, em benefícios de aposentadoria que durem enquanto a pessoa estiver viva. 

Dentre as razões que dificultam a inclusão da renda vitalícia na lista de opções de benefícios oferecidos pelos planos de contribuição definida, foram apontadas a:

- Confusão que os participantes fazem sobre o que é uma renda vitalícia
- Variedade de explicações e preços descrito no material explicativo dos planos
- Preocupação com a responsabilidade fiduciária por parte dos executivos que administram os planos

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Planos de “Ambição Definida” deveriam substituir os de Benefício Definido

Deu em Amsterdam - Holanda.
Os planos chamados de “Ambição-Definida”, deveriam substituir os de Benefício-Definido (BD), sugere atuário holandês.
Jan Tamerus, Diretor Atuarial do fundo de pensão PGGM, recomenda que os atuais regulamentos/contratos dos planos de previdência sejam revistos para que os benefícios à prova de inflação também incorporem riscos.
Os planos BD foram criados numa época em que a grande maioria dos empregados era jovem e suas contribuições arcavam com os benefícios de um número pequeno de colegas mais velhos. “A previsibilidade está tornando as aposentadorias cada vez mais caras e é, portando, um cul-de-sac (expressão de origem Catalã que significa beco sem saída)”, afirmou Tamerus durante um encontro do Netspar – uma rede de estudos acadêmicos sobre previdência, aposentadoria e envelhecimento.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Previdência exige novo paradigma, mas porque descartar o velho Bismarck?


De São Paulo, SP.

Vamos combinar, previdência social é uma iniciativa coletiva em prol do indivíduo e não o contrário. Meus queridos, o Chanceler Alemão Otto Von Bismarck - criador da previdência social - já morreu, não adianta querer matá-lo de novo!

Fui aluno da primeira turma do curso de mestrado profissional da EAESP-FGV e tive que escolher um tema para minha dissertação. Escrevi sobre “Os fundos de pensão na sociedade do conhecimento”, titulo da tese.

Foi um minucioso estudo sobre tudo que ocorria no mundo na área de previdência, na primeira metade da década de 90. Quem tiver interesse, está disponível lá na biblioteca da FGV-SP.

Pesquisei tudo que foi publicado entre janeiro/1990 e dezembro/1995 em uma base de dados com cerca de 1.000 periódicos (revistas, jornais, artigos científicos etc.). Passei pouco mais de um ano lendo 1.200 “abstracts”, resumos dos artigos e o texto integral de 250 desses artigos.

Vale-Saúde deve aumentar os custos dos planos médicos nos EUA

Washington, EUA.

Foi incluída na nova lei americana de reforma da saúde  e parece que ninguém havia dado muita importância até agora.

As empresas terão que fornecer aos empregados de baixa renda um “voucher”, vou chamar de vale-saúde, que poderá ser trocado por cobertura nos planos médicos das seguradoras.

A regra terá enorme impacto no custo das empresas que possuem grandes contingentes de trabalhadores com baixos salários e que geralmente são obrigados a pagar um percentual maior do prêmio dos planos médicos.

Para ser elegível ao vale-saúde o empregado precisa preencher duas condições:

* sua renda familiar não pode exceder a 400% do nível de pobreza federal;
* as contribuições que é obrigado a pagar pelo plano de saúde de sua empresa devem equivaler entre 8% e 9,8% de seu salário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.