sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Projeto de lei em previdência entra na pauta do Congresso nos EUA

De Cajamar, SP.

Foi enviado ao Congresso americano na última terça-feira, 27 de outubro, um projeto de lei para aliviar temporariamente as regras que determinam o montante de contribuições que as empresas precisam fazer para os fundos de pensão para custear seus planos de previdência, abatidos pelas perdas nos mercados financeiros.

Sob as regras em vigor, muitas empresas teriam que dobrar suas contribuições para manter capitalizados seus planos de aposentadoria. “Isso prejudicaria tanto o aumento dos empregos como os investimentos de capital que são necessários nesse momento para o crescimento econômico", disse em uma declaração o Deputado Democrata Earl Pomeroy, responsável pelo projeto.



Segundo a proposta, as empresas teriam até 15 anos para amortizar as perdas sofridas pelos planos em 2008. Em outra alternativa prevista no texto, teriam até 9 anos com juros pagos apenas nos primeiros dois anos. A regulamentação atual estabelece o período máximo de sete anos para amortização dessas perdas.

 O projeto liberaliza outros aspectos da legislação em vigor permitindo, por exemplo, que os ativos financeiros do plano, considerados nas avaliações atuariais, sejam determinados por regras menos rigorosas.

 Lição para o Brasil

Vamos anotando a lição. Foi por pura sorte que os fundos de pensão brasileiros foram menos atingidos dessa vez pela crise econômica global. Investindo largamente em renda fixa ao longo de décadas, foi possível aos mesmos obter rendimentos elevados correndo risco baixo.

 Mas acabou a era das estratosféricas taxas de juros entregue pelos títulos públicos e daqui por diante a exposição aos riscos da renda variável só vai aumentar.

Conforme escrevi em outro “post”, se a crise tivesse atrasado uns cinco anos, teria apanhado o Brasil em cheio. O crachá de pais do primeiro mundo, com “investment grade”, assento no Conselho de Segurança da ONU e posição credora do FMI, não nos trará apenas bônus....

Forte abraço,

 Eder.


 Fonte: Business Insurance – Jerry Geisel

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.