domingo, 4 de julho de 2010

Não deveriam deixar os participantes dos planos CD tomarem decisões de investimentos sozinhos?

Deu em Bruxelas, Bélgica.
O crescimento dos planos de contribuição definida (CD) tende a deixar as decisões de investimentos nas mãos de participantes com pouca educação financeira, alerta Paul Verdin da Solvay Business School, enquanto os fundos de pensão relutam em fornecer orientação com medo de serem responsabilizados legalmente.
Verdin, editor do livro intitulado Growth and Value Creation in Asset Management, publicado há alguns dias pela SimCorp StrategyLab, também chama a atenção para a necessidade de aumentar a educação financeira.
O livro menciona que os planos CD freqüentemente deixam as decisões de investimento a cargo dos participantes ao invés dos gestores de recursos do fundo de pensão tomarem tomarem essas decisões.
“A grande razão para a existência do setor (de previdência complementar) deveria ser o maior conhecimento dos profissionais (de investimentos) que fazem um trabalho melhor e mais eficiente do que o cliente final”, disse Verdin que responde pela cadeira de estratégia e organização.

“Acreditamos estar indo numa direção na qual a decisão final é delegada a quem possui menos conhecimento”, completou.
No capítulo sobre economia comportamental, Alistair Byrne da firma Investit, argumenta que o participante de planos CD na maioria dos casos se mostra um investidor desinteressado, aceitando como boa alternativa o fundo de investimento padrão (default) para o qual o plano direciona aqueles que não exercem nenhuma opção.
Entretanto, quando o participante pede orientação aos especialistas para tomar uma decisão mais bem embasada, muitos hesitam em fornecê-la com receio de serem responsabilizados em caso de perdas por investimentos ruins.
Verdin propõe que se forneça mais educação financeira à população em geral. Citou como exemplos positivos (i) a iniciativa do governo em ensinar finanças nas escolas e (ii) o programa em andamento em Bruxelas que está examinando como o setor de previdência complementar pode aumentar o conhecimento financeiro de seus clientes .
O livro é uma boa leitura para aqueles que querem entender melhor sobre o sistema financeiro em geral.
Abraço,
Eder.

Fonte: IPE – Investments&Pensions Europe - Jonathan Williams

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.