quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O que Maquiavel queria dizer, vale também para os planos de previdência complementar?

De São Paulo, SP.

As palavras de Nicolau Maquiavel são tão profundas, que transcendem cenários, disciplinas e a própria passagem do tempo!

“... no começo é fácil de curar, mas difícil de diagnosticar; depois de um tempo, não tendo sido detectado e tratado logo no início, se torna fácil de diagnosticar, mas impossível de curar” (Niccolò Macchiavelli)

Essa afirmação poderia ser atribuída a um respeitado economista falando sobre a recente crise de crédito bancário global, ou a um experiente político comentando a situação nos países entre o Norte da África e o Oriente Médio.


Ou, talvez, a um oncologista falando sobre o temido câncer, ou então a um ecologista falando sobre o aquecimento global.

Ou, até mesmo, a um atuário se referindo a complexidade que é convencer as pessoas (especialmente os jovens) a contribuirem para a aposentadoria e suas consequências futuras de não o fazer.

Há espaço para se discutir em cada área alguns detalhes de interpretação da frase, mas não a essência da mensagem!

Prevenir é melhor do que remediar!

É sempre verdade, ainda mais quando se trata de poupar para a aposentadoria e/ou para fazer frente aos gastos médicos futuros na fase de aposentadoria.

Mas prevenir algo que não é visível e que escapa de nossa simples percepção, demanda uma investigação muito mais detalhada.

As aparências enganam.

Nós sabemos que é uma característica evolutiva dos humanos, a preocupação com perigos e recompensas imediatas e que sempre deixamos o resto para depois.

Então, achar que estamos resolvendo o problema apenas com as soluções tentadas até aqui ... “não vai rolar”, como de fato não rolou até hoje.

Como se pode empreender de cada situação acima, a solução requer outras ferramentas especializadas e um profundo conhecimento.

Por quê chamar a atenção para isso?

Porquê deveria ser óbvio, que a despeito de termos condição de fazermos novas perguntas e de já existir o conhecimento e a tecnologia para determinar as respectivas respostas, a maioria das pessoas e organizações – incluindo os altos executivos corporativos – se contenta e dá por satisfeita com as soluções tradicionais que respondem à “como as coisas parecem ser ao invés de como as coisas são”.

Quando as coisas não acontecem de acordo com o que se previu (se tentou adivinhar) é um corre-corre atrás de desculpas, culpados e expressões bonitas para justificar o insucesso.

Portanto, a falta de interesse das pessoas pelos planos de aposentadoria requer uma nova sabedoria.

“É preciso lembrar que não há nada mais difícil a se considerar, mais perigoso de se conduzir, ou mais incerto no sucesso, do que liderar a introdução de uma nova ordem das coisas. Porque o inovador tem como inimigos todos aqueles que se sairam bem sob as velhas regras e defensores relutantes aqueles que poderão se sair bem sob as novas. Essa frieza surge parcialmente por causa do medo dos oponentes, que tem as leis do seu lado e parcialmente da incredulidade do homem, que não acredita de imediato em coisas novas até que as tenha experimentado por um longo tempo” (Niccolò Macchiavelli)

Uma nova solução para um velho problema

Se você olhar ao redor, encontrará evidências de que há resistência a mudanças, da mesma forma que havia na Itália de Maquiavel, no século XV.

A diferença é que hoje, devido a inter-conexão resultante da globalização, sobreviver ou entrar em colapso não tem mais consequências puramente locais.

Se os participantes do plano de previdência da sua empresa não tiverem uma renda descente na aposentadoria, toda a sociedade será afetada.

Os eventos econômicos, geo-políticos e ambientais hoje, sejam causados pelo homem ou pelas forças da natureza, causam impactos sociais e culturais ao redor do globo.

Então, reflita longamente sobre os problemas (pequenos e grandes) enfrentados pelo plano de previdência complementar de sua empresa.

Pense nas soluções tradicionais, como por exemplo a implantação de um programa de educação previdenciária ... e saiba que há formas novas de fazer as coisas.

Estou aqui, a sua disposição, na NKL2 para falar de Neurociência, Economia Comportamental, Investimentos Responsáveis e muito mais!

Forte abraço,
Eder.


Fonte: Adaptado do artigo “What was Machiavelli talking about?” escrito por David G. Wilson da Ontonix Uk Ltd.
Crédito de imagem: Wikipedia

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.