terça-feira, 10 de agosto de 2010

Previsões apontam para uma temporada de furacões esse ano, bastante ativa

De São Paulo, SP.

As previsões continuam indicando que nesse ano a temporada de furacões no Atlântico será bastante ativa. O Projeto de Meteorologia Tropical da Universidade Estadual do Colorado – Colorado State University (CSU) - previu na semana passada a ocorrência de 10 furacões nessa temporada, um dos quais já aconteceu.

Já o Centro Nacional de Oceanografia e Atmosfera - National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) - dos EUA, prevê a ocorrência de oito a doze furacões.

Especialistas do setor de seguros dizem que essa temporada teria que ser extremamente destrutiva para que qualquer efeito fosse sentido no mercado de seguros patrimoniais.

A previsão da equipe da CSU não sofreu qualquer alteração em relação a previsão anterior, feita no começo de julho. Segundo aquela previsão, 18 grandes tempestades tropicais deverão ser formadas antes que termine a atual temporada de furacões, em 30 de novembro.

Essas tempestadas darão lugar a 10 furacões, cinco dos quais se transformarão em grandes furacões, com ventos de pelo menos 111 milhas por hora. As previsões do NOAA apontam para 14 a 20 tempestades tropiciais e quatro a seis grandes furacões.

A despeito das previsões, os especialistas do setor de seguros não antecipam mudanças significativas no nível atual de prêmios praticado pelo mercado.

“A magnitude das perdas teria que ser substancial para impactar toda a indústria de seguros e alterar as condições comerciais atuais, acima do que vimos em 2004 e 2005”, disse Lara Mowery, Diretora Executiva da Prática Global de Seguros Patrimoniais da Guy Carpenter Co. L.L.C., baseada em Minneapolis.

"É improvável, mesmo com um evento pior do que o Katrina que causou prejuízos de US$ 45 bilhões, a dinheiro de hoje, que mude o mercado de seguros patrimoniais. A menos que seja muito pior”, comentou Robert Hartwig, Presidente do Insurance Information Institute baseado em Nova Iorque.

Segundo ele, as seguradoras tiveram prejuízos de US$ 90 bilhões na temporada de furacões de 2004 – 2005. Mas esse ano as empresas estão melhor capitalizadas do que estavam naquele período e mesmo um prejuízo entre US$ 45 bilhões e US$ 50 bilhões representaria hoje um pequeno percentual das reservas disponíveis para pagamento de sinistros.

Grande abraco,
Eder.


Fonte: Business Insurance - Mark A. Hofmann

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.