segunda-feira, 1 de novembro de 2010

5 Passos para fazer os empregados valorizarem mais o plano de previdência da sua empresa

De São Paulo, SP.


A crise econômica global, dessa vez, não atingiu seriamente o Brasil. Mas poderia. Não somos uma ilha isolada do mundo e subir no ranking das dez maiores economias do planeta só fará aumentar nossa exposição às crises mundiais.


Para se ter uma idéia dos estragos causados nos EUA, um estudo da StrategyOne,   uma firma de pesquisa baseada em Nova York que é uma divisão da Daniel J. Edelman, mostra que quase dois em cada três trabalhadores americanos dizem estar preocupados e acham que nunca conseguirão se aposentar.


Os problemas econômicos causados pela crise está fazendo os americanos tirarem dinheiro de seus planos de previdência complementar para fechar as contas do mês.


“As pessoas estão preocupadas se terão dinheiro para alimentar seus filhos hoje. Eu tenho uma empregada aqui que prefere ganhar US$ 500 em dinheiro do que ter uma contribuição de US$ 5 mil creditada pela empresa em seu plano de aposentadoria. A necessidade dela é imediata”, diz Ronald Stair – Presidente da Creative Plan Designs, uma firma de consultoria em planejamento para a aposentadoria, baseada em East Meadow – NY nos EUA.


Aqui no Brasil no setor de previdência complementar a “Educação Financeira ou Educação Previdenciária” começa a ganhar velocidade. Se por um lado os participantes não estão drenando recursos de seus planos de previdência para viver, por outro, muito provavelmente, não estão contribuindo com o nível adequado de recursos para ter uma aposentadoria tranqüila mais adiante.


Uma pesquisa realizada com mais de mil participantes (cujos resultados seguiriam padrão semelhante ou até pior aqui no Brasil) feita nos EUA pela administradora de planos de previdência Charles Schwab Corp., mostrou que:


* Apenas 47% das pessoas se sente muito confiante em tomar decisões sobre investimentos;
* Pouco mais da metade acha que o benefício de previdência complementar é mais confuso do que os planos de assistência médica;
* Mais de  dois terços das pessoas perde tempo no trabalho com preocupações financeiras;
* Cerca de 82% das pessoas conseguem se concentrar melhor no trabalho quando sua vida financeira está em ordem; 
* Para 70% dos participantes pesquisados, o plano de previdência complementar oferecido por suas empresas é a única fonte ou a fonte primária de recursos poupados para a aposentadoria. 
Educar os empregados é a melhor forma de aumentar a participação no plano de aposentadoria da empresa, dizem os especialistas. Trazer um consultor externo independente e organizar reuniões de educação previdenciária com os empregados, representa menos riscos para a empresa porque evita futuras acusações de que esta  forneceu má orientação aos participantes de seu plano de aposentadoria.
Ademais, as pesquisas mostram que 70% das pessoas que participam de algum programa de educação previdenciária, em média, dobram suas contribuições para o plano elevando-as para cerca de 10% do salário.


Se a sua empresa quer ter sucesso com o plano oferecido aos empregados, siga esses passos simples:


1. Posicione o plano como parte integrante do pacote de remuneração total oferecido pela sua empresa e ajude os empregados a entendê-lo


2. Comunique a importância de poupar para se obter independência financeira e para se ter uma aposentadoria tranqüila e ofereça contribuições patronais de valor razoável e consistente


3. Adote como padrão a inclusão automática dos novos empregados no plano e coloque a opção pela não-participação como voluntária, uma estratégia que tem se mostrado eficaz para elevar os índices de participação no plano


4. Forneça anualmente aos participantes do plano uma projeção do benefício com o qual poderão contar na data de aposentadoria, caso continuem a participar e contribuir para o plano


5. Disponibilize aos empregados mais velhos e que estejam próximos da aposentadoria, acesso a um planejamento previdenciário  


Forte abraço,
Eder.


Fonte: Adaptado do artigo "Coping With 401(k) Withdrawal" de Kim Fernandez publicado no Workforce Management

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.