domingo, 21 de novembro de 2010

É bom pensar, mas não pensar demais, dizem os cientistas. Então, pense apenas o suficiente para fazer um plano de aposentadoria


Deu em Londres, Inglaterra.

Pessoas que pensam demais sobre suas decisões, por exemplo, se tomaram ou não a decisão certa, possuem maior quantidade de células cerebrais numa região do cérebro conhecida por lobo frontal.

Foi isso que cientistas ingleses descobriram quando analisaram como varia o tamanho do lobo frontal em função do quanto as pessoas pensam sobre suas decisões.

O estudo, conduzido pela equipe da qual faz parte Stephen Fleming - da University College London (UCL) - mostrou que as pessoas que pensam demais sobre a vida tem memórias piores e também podem ter depressão.

“Imagine que você está num programa de televisão como o Show do Milhão e fica em dúvida sobre uma pergunta. Você pode pedir a ajuda dos universitários e procurar por socorro para responder”, diz Fleming.

O grupo de pesquisadores Londrinos fez algo parecido. Colocou 32 voluntários diante de decisões difíceis. Eles tinham que escolher dentre duas figuras muito parecidas, uma preta e outra cinza, qual tinha pontos mais claros.

Então, numa escala de 1 a 6, tinham que indicar o nível de certeza de suas respostas. Apesar de ser difícil apontar a diferença, as figuras foram ajustadas para assegurar que ninguém achasse a tarefa mais difícil do que os outros.

As pessoas com mais certeza em relação às suas respostas, eram as que tinham maior quantidade de células na parte posterior do cérebro conhecida por “córtex prefrontal anterior”, uma região ligada a diversas doenças mentais - incluindo o autismo.

Esse foi o primeiro estudo a mostrar que há diferenças físicas entre os indivíduos, na variação do tamanho dessa região do cérebro. Tais diferenças estão relacionadas com o quanto as pessoas pensam acerca de suas próprias decisões.

Ao entender mais sobre essas difrenças entre os indivíduos, os cientistas esperam poder ajudar as pessoas com doenças mentais.

No entanto, um outro estudo feito pela Dra. Tracy Alloway – especialista em psiquiatria cognitiva, da Universidade de Stirling, no Reino Unido, mostrou que pensar demais sobre suas decisões pode não ser tão bom assim.

“Algumas pessoas tem a tendência a se preocuparem demais e isso as leva ao risco de depressão”, disse a Dra. Tracy.

O estudo, feito com mais de 1.000 pessoas, ligou um tipo de memória chamada de memória operacional à saúde mental.

A memória operacional envolve a habilidade de se reter porções de informação no cérebro por curtos períodos, o que é necessário para se desempenhar algumas tarefas compexas como aprender, compreender e tomar decisões.

“Eu gosto de descevê-la (a memória operacional) como o post-it ou bloco de notas do seu cérebro”, ensina a Dra. Tracy.

Aqueles que tem memória operacional ruim, os 10% ou 15% dos indivíduos que só são capazes de se lembrar de uma ou duas coisas, mostaram ser os que mais refletem sobre suas decisões e os que se incomodam demais.

Ambos os estudos foram apresentados no British Science Festival (Festival Britânico de Ciência), que em 2010 ocorreu na Universidade de Aston, em Birmingham – Inglaterra.

Portanto, não fique pensando em demasia nem perca muito tempo refletindo sobre qual plano de previdência complementar escolher. Fale logo com um consultor atuarial independente e não caia em depressão diante de tantas alternativas.

Estou a disposição!

Forte abraço,
Eder.


Fonte: Adaptado do artigo escrito por Katie Alcock, da BBC News.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cuidados na Portabilidade

Hora no Mundo?

--------------------------------------------------------------------------

Direitos autorais das informações deste blog

Licença Creative Commons
A obra Blog do Eder de Eder Carvalhaes da Costa e Silva foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em nkl2.blogspot.com.
Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://nkl2.blogspot.com/.

Autorizações

As informações publicadas nesse blog estão acessíveis a qualquer usuário, mas não podem ser copiadas, baixadas ou reutilizadas para uso comercial. O uso, reprodução, modificação, distribuição, transmissão, exibição ou mera referência às informações aqui apresentadas para uso não-comercial, porém, sem a devida remissão à fonte e ao autor são proibidos e sujeitas as penalidades legais cabíveis. Autorizações para distribuição dessas informações poderão ser obtidas através de mensagem enviada para "eder@nkl2.com.br".



Código de Conduta

Com relação aos artigos (posts) do blog:
1. O espaço do blog é um espaço aberto a diálogos honestos
2. Artigos poderão ser corrigidos e a correção será marcada de maneira explícita
3. Não se discutirão finanças empresariais, segredos industriais, condições contratuais com parceiros, clientes ou fornecedores
4. Toda informação proveniente de terceiros será fornecida sem infração de direitos autorais e citando as fontes
5. Artigos e respostas deverão ser escritos de maneira respeitosa e cordial

Com relação aos comentários:
1. Comentários serão revisados depois de publicados - moderação a posteriori - no mais curto prazo possível
2. Conflitos de interese devem ser explicitados
3. Comentários devem ser escritos de maneira respeitosa e cordial. Não serão aceitos comentários que sejam spam, não apropriados ao contexto da dicussão, difamatórios, obscenos ou com qualquer violação dos termos de uso do blog
4. Críticas construtivas são bem vindas.




KISSMETRICS

 
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil License.